Consulado Geral de Portugal em Bordéus

Ministério dos Negócios Estrangeiros

Portugal novamente distinguido pela UNESCO

palacio nacional de mafra 5 0shutterstock 413094190 santuariobomjesusmontebraga pn henner damke.660x371jpg 1

No passado domingo, no decurso da 43ª sessão do Comité do Património Mundial, o património cultural de Portugal voltou a estar em destaque, agora com o Santuário do Bom Jesus, em Braga e o Palácio Nacional de Mafra, ambos galardoados como Património Cultural Mundial da Humanidade da UNESCO*. A distinção foi anunciada em Baku, no Azerbaijão, onde decorreu a reunião do comité da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Este reconhecimento junta-se a outros 17 bens materiais Património da Humanidade em Portugal, para além dos 11 igualmente classificados de origem portuguesa no mundo. Sua Excelência o Presidente da República, numa nota publicada na página da Presidência, disse ser "motivo de grande regozijo (..) para todos os portugueses” e saudau vivamente “os promotores destas candidaturas, os autarcas, os diplomatas, as autoridades civis e eclesiásticas, e todos aqueles que, também na sociedade civil, ajudam a levar mais longe o património português físico, histórico, artístico, religioso ou intelectual”.

Fica assim bem assinalado o 40º aniversário da adesão de Portugal à Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural em Portugal, aprovada pelo Decreto n.º 49/79 de 6 de junho desse ano.

*Recorde-se que a Lista do Património Mundial integra bens de valor universal excecional, o qual é aferido através do cumprimento de determinados critérios e de condições de integridade e de autenticidade, bem como da existência de um plano de gestão, por forma a preservar o valor excecional do bem e assegurar a sua proteção eficaz enquanto algo que é propriedade de toda a Humanidade.

 

Partilhar:
FacebookTwitterGoogle +E-mail